Loja Zaion

ZAION STREET SURF WEAR

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

VIÚVA DE SAREPTA X MULHER RICA DE SUNÉM (Sunamita)


VIÚVA DE SAREPTA X MULHER RICA DE SUNÉM (Sunamita)

O relato da viúva de Sarepta está em 1º Reis 17.8-24:
  •  Não adorava ao Senhor. Ela disse a Elias: “Vive o Senhor, teu Deus...” 
  •  Não tinha mais esperança. “...vês aqui, apanhei dois cavacos e vou prepará-lo para mim e para o meu filho, para que o comamos e morramos.” (v12)
  •  Não agradece ao profeta pelo milagre recebido.
  •  Não tem temperança e domínio próprio. “Que tenho eu contigo, homem de Deus? Vieste tu a mim para trazeres à memória a minha iniquidade e matares meu filho?” (v18). Ela hospedou o profeta em sua casa, recebeu o milagre da multiplicação de pães e azeite e provavelmente água também, pois não choveu por três anos e meio(Lc 4.25). Ela acusa o profeta de matar seu filho, por causa dos pecados passados.
  •  A pouca fé que tinha era uma fé momentânea. Somente após Elias ressuscitar seu filho, então ela irá reconhecê-lo como homem de Deus! “Nisto(ressurreição) conheço “agora”, que tu és homem de Deus...”(v24).
  •  Não dava crédito a palavra de Deus. “...agora, que tu és homem de Deus e que a palavra do Senhor na tua boca é verdade.”(v24). Elias estava morando com essa mulher(v19). Quanta profecia ele não deve ter dito, quanta revelação, conselhos, etc... e somente agora após ver o filho ser ressuscitado é que ela tem a certeza que as palavras do Senhor que sai da boca dele é verdade. Por acaso você já vivenciou isso ou por acaso conhece alguém assim? Responda para você mesmo.  
Precisamos desesperadamente orar mais  e aprender um pouco com a Sunamita em 2º Reis 4.8-37:
  •  Era uma mulher rica e bondosa/caridosa. Toda vez que Eliseu passava por lá, ela o convidava a comer pão.(v8).
  •  Companheira e visionária. “Ela disse a seu marido: eis que tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus.”(v9). Havia diálogo entre o casal. Não precisou de nenhum milagre para reconhecer que Eliseu era um homem separado por Deus.
  •  Hospitaleira. “Façamos-lhe, pois, um pequeno quarto junto ao muro...) (v10).
  •  Nunca espera nada em troca. “...que se há de fazer por ti? Haverá alguma coisa de que se fale por ti ao rei ou ao chefe do exército? Eu habito no meio do meu povo “ (v13). Era suficiente habitar com seus familiares e como Jesus disse em Mateus 6, não saiba tua mão esquerda o que faz a direita, nem precisa tocar trombetas quando você ajudar alguém, a não ser que queira receber o galardão aqui na terra. Ainda em Mateus no capítulo 10.40-42 diz que aquele que recebe um profeta em sua casa receberá galardão de profeta, e aquele que der um copo de água fria a um discípulo jamais perderá o seu galardão.
  •  Recebe a promessa e crê. (v16,17).
  •  Não anda pelo que vê, mas pelo que crê. O filho, fruto de um milagre, morreu em seu colo(v20), porém veja a atitude dela, tão diferente da viúva de Sarepta: Como Abraão(Hb11.18), ela tinha certeza que o santo homem de Deus poderia ressuscitar a criança. “chamou seu marido e disse: Manda-me já um dos moços e uma das jumentas, para que eu corra ao homem de Deus e volte.”(v22).
  •  Tinha fé inabalável. “E disse ele: Por que vais a ele hoje? Não é lua nova nem sábado. E ela disse: Tudo vai bem.”(v23). Veja o filho acabou de morrer nos seus braços!
  •  Não tem dúvida em seu coração. Agora o sevo Geazi faz várias perguntas, vai bem com você, com seu marido e com seu filho? A resposta é a mesma: Tudo vai bem(v26).
  •   Ao encontrar o homem de Deus, não o ofendeu, não ficou histérica, porém ficou em silêncio e deixou que sua alma falasse. (v27).
  •  Procurou trazer a memória orações passadas, perguntando ao profeta se por acaso ela havia pedido algum filho, talvez um dia em sua juventude houvesse orado pedindo um filho e não se lembrasse, insistiu para que o profeta não ocultasse nada dela.  As vezes nós cristão pedimos coisas e nos esquecemos, mas Deus, nunca se esquece de um só palavra dEle, nem nossa.
  •  Não largou do profeta por nada(lembrando e muito o patriarca Jacó, quando agarrou e não largou anjo, pois queria uma benção(Gn32.22,,)), (v30).
  •  Em nenhum minuto pensou em desistir,  não abriu a boca para dizer  palavras contrária, aguardou em silêncio. Ela até teve motivos para fraquejar: 1) Geazi, a pedido de Eliseu levou o cajado e colocou ao lado do rosto do menino, nada aconteceu!(v31); 2) Eliseu chegando a casa, entrou no quarto fechou a porta, orou ao Senhor, subiu e deitou sobre o menino, pôs sua boca sobre a boca dele, olhos nos olhos, mãos nas mãos, deitou sobre ele, o corpo do menino até aqueceu, mas não despertou!(v34);  Se fossemos nós já tínhamos pedido para o profeta parar com aquilo. Mas ela continuava quieta, com certeza orando. 3) Eliseu então andava de um lado para o outro dentro da casa. Visto pelo homem natural, ele estava preocupado e pensando o que ia fazer agora, porém visto pelo homem espiritual, estava tudo sobre controle. 4) Eliseu tornou a subir no quarto e deitar-se novamente sobre o menino que espirrou sete vezes e abriu os olhos. Aleluia, o milagre estava completo.(v35).
  •  Gratidão é outra qualidade fundamental dessa mulher e deve ser de todo cristão também. “E veio ela, e se prostrou a seus pés(Eliseu), e se inclinou à terra; e tomou seu filho e saiu.” Aleluia! Aleluia! Aleluia!
 
DEUS NOS CHAMA QUANDO AINDA SOMOS “SAREPTA”, PARA NOS DAR SEU ESPÍRITO SANTO E NOS FAZER  “SUNAMITA”. Obrigado Jesus! O Senhor tem sido tão bom para comigo.

Em Cristo, um forte abraço e que Deus te abençoe.
Presbítero Edson 

Nenhum comentário:

Postar um comentário