Loja Zaion

ZAION STREET SURF WEAR

domingo, 16 de setembro de 2012

"NÃO TEMAS" ou "NÃO TEMAIS", REALMENTE APARECE 365 VEZES NA BÍBLIA?

Por Pr. Paulo Henrique    Muitos afirmam com “tanta certeza” que a expressão “não temas” aparece 366 vezes na Bíblia. Muitos não ousavam questionar tal afirmação, pois quem teria coragem de sair folheando a Bíblia e contando uma a uma?! Agora com tantas versões da Bíblia para computadores é coisa de segundos.
    Fiz uma rápida pesquisa, não com a intenção de dar uma resposta final para a pergunta acima, mas apenas para mostrar que muitos se contentam apenas em sair repetindo algo que ouviram sem procurar ao menos confirmar a veracidade de tal afirmação.
    Na minha pesquisa utilizei duas versões em português e três em inglês. Além de utilizar a expressão “não temas”, pesquisei também a expressão “não temais”, muito utilizada no Novo Testamento. Já no inglês usei expressões equivalentes, tanto em inglês moderno como antigo (“do not fear”, “do not be afraid”, “be not afraid” e “fear not”). Abaixo segue o resultado desta rápida pesquisa com a expressão “não temas” e equivalentes somados:

* Almeida Corrigida Fiel – 84 vezes
* João Ferreira de Almeida Atualizada – 92
* King James Version (Versão do Rei Tiago) – 89
* Modern King James Version (Versão Moderna do Rei Tiago) – 119
* New American Standard Bible – 119
    
   Eu, Edson, acrescento a pesquisa do pastor Paulo Henrique, a versão de João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada, onde aparece 97 vezes:
* não temais = 35 vezes
* não o temais = 2 vezes
* não temas = 58 vezes
* não os temas = 1 vez
* nem temas = 1 vez

    A estória de ter uma expressão “não temas” para cada dia do ano, como alguns afirmam, parecia tão boa, podem afirmar alguns. Minha intenção não é trazer desesperança ao coração de ninguém. Ao contrário, meu desejo é reafirmar as promessas e bênçãos de Deus para a vida daqueles que o servem com coração sincero.
Na verdade não é preciso que tenhamos registrado na Bíblia 366 vezes a expressão “não temas” para nos sentirmos seguros. Quando é o Senhor que está dizendo “não temas”, uma só seria suficiente! Ele não precisa ser relembrado de Suas promessas (Nm 23.19; Hb 6.18). Ele não se esquece dos Seus, nem por um segundo (Is 49.15; Hb 13.5). Ainda assim encontramos perto de uma centena de vezes na Bíblia. Alguns se preocupam mais com o número de vezes que esta expressão aparece na Bíblia do que com o Deus que diz: “não temas!”. Ele é fiel e prometeu sempre estar conosco todos os dias, até a consumação dos séculos (Mt 28.20).
    Ele estará dizendo para você “não temas” tantas vezes quanto for necessário em sua vida, para que você possa descansar em seus braços de amor. NÃO TEMAS!

Fonte: http://seara-italia.blogspot.com.br/2008/07/no-temas-quantas-vezes-aparece-na-bblia.html 

   Gostaria de acrescentar um comentário do nosso irmão Luiz Fontes, um tremendo erudito, para Glória de Deus:

   Segundo alguns eruditos a expressão “não temas” que no hebraico é yare’ ocorre 305 vezes. Segundo esses estudiosos, quando voce soma todos os equivalentes desse termo como uma promessa dos cuidados protetores de Deus para Seu povo chegamos a 365 vezes. Veja o exemplo:
Deuteronômio 18.22: “Sabe que, quando esse profeta falar em nome do SENHOR, e a palavra dele se não cumprir, nem suceder, como profetizou, esta é palavra que o SENHOR não disse; com soberba, a falou o tal profeta; não tenhas temor dele”.
Deuteronômio 20.3 “e dir-lhe-á: Ouvi, ó Israel, hoje, vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; que não desfaleça o vosso coração; não tenhais medo, não tremais, nem vos aterrorizeis diante deles”,
João 14.27: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”.
   Ainda temos uma outra palavra no hebraico que é ‘arats que junta com o negativo significa “não te estremeças”. Este temos ocorre 5 vezes no A. T. Veja abaixo:
Deuteronômio 1.29: “Então, eu vos disse: não vos espanteis, nem os temais”.
Deuteronômio 7.21: “Não te espantes diante deles, porque o SENHOR, teu Deus, está no meio de ti, Deus grande e temível”.
Deuteronômio 20.3: “e dir-lhe-á: Ouvi, ó Israel, hoje, vos achegais à peleja contra os vossos inimigos; que não desfaleça o vosso coração; não tenhais medo, não tremais, nem vos aterrorizeis diante deles”,
Deuteronômio 31.6 “Sede fortes e corajosos, não temais, nem vos atemorizeis diante deles, porque o SENHOR, vosso Deus, é quem vai convosco; não vos deixará, nem vos desamparará”.
Josué 1.9: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares”.
   Não são 365 versículos e sim 365 vezes. Pode ser que num versículo vc vai encontrar mais de uma vez.

Fonte: http://www.facebook.com/luiz.fontes.12/posts/548278035196363?comment_id=6289821

Em Cristo, um forte abraço e que Deus te abençoe.
Presbítero Edson


 

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DESDE BETÂNIA - WATCHAMAN NEE


   Este hino foi composto por Watchman Nee depois da invasão comunista na China, a qual resultaria em sua prisão em 1952. Ela expressa o mais sublime, profundo, doce, saudoso, real, desesperado anelo pela volta do Senhor. A melodia usada é Danny Boy. Impossível não ler sem sentir o coração apertar, tanto de saudade do Senhor quanto de vergonha por não termos o mesmo sentimento…

Desde Betânia

Desde Betânia, quando nos deixaste,
Saudade imensa inundou meu ser.
Não tenho mais tocado a minha harpa –
Como tocar, se a Ti não posso ver?
Na solidão da noite tão profunda,
Fico em silêncio e calmo a meditar
Nessa distância, pois de mim tão longe estás
E há quanto tempo prometeste regressar!
Sem lar, recordo Tua manjedoura,
Olhando a cruz não posso me alegrar.
E Tu me lembras o meu lar futuro,
Mas é a Ti quem mais quero encontrar.
Sem Ti não tem sabor minha alegria;
Doçura, encanto, aos hinos vêm faltar,
Vazios são meus dias, pois aqui não estás.
Senhor, Te peço, não demores a voltar.
Embora aqui Tua presença eu goze,
De Ti saudade estou sempre a sentir.
Mesmo gozando o Teu amor imenso,
Anseio pelo dia em que hás de vir.
Mesmo na paz me sinto tão sozinho;
Por Ti suspiro em meio do prazer.
Jamais minha alma tem satisfação total,
Pois o Teu rosto amado não consigo ver.
Com sua terra sonha o peregrino,
Com sua pátria, o exilado, além.
Distante, o noivo pensa em sua amada.
De amados pais, saudade os filhos têm.
Assim também anelo ver Teu rosto,
Ó meu querido e amado Salvador.
Ah! se eu pudesse, agora, a Tua face ver!
Té quando esperarei por Ti, ó meu Senhor?
Tu lembras que buscar-me prometeste,
E junto a Ti em breve me levar?
Mas tantos dias e anos já passaram,
Cansado estou e peço-Te lembrar.
Tuas pegadas vejo tão distantes,
E quanto tempo ainda vai passar?
Ansioso clamo a Ti, e peço, ó Salvador:
Oh, não demores! Vem, Senhor, me arrebatar.
O dia nasce e morre, e assim as noites.
E quantos santos já não estão aqui
Tanto esperaram pela Tua volta,
E há muito tempo estão dormindo em Ti.
Ó meu Senhor, por que não Te manifestas?
Espesso véu está a Te ocultar –
Quantos remidos Teus estão a Te esperar!
Será que a nossa espera não vai mais findar?
Sei que também anseias por voltares
E arrebatar os redimidos Teus.
Por isso peço não mais demorares;
Depressa vem levar-nos para Deus.
Ó vem, Senhor, a Tua Igreja clama;
Não ouves Tua Noiva a Te chamar?
Olhando o céu, saudosa, diz a suspirar:
“Amado Noivo, não demores a voltar!”